Homem-Grilo por Will

Carlos Parducci era um jovem como outro qualquer até ser mordido por um grilo radioativo (se é que os grilos mordem) e receber habilidades proporcionais às desse inseto, além do sensacional sentido de grilo (que ele não sabe pra que serve, mas tudo bem). Carlos então resolveu fazer bom uso de seus novos poderes e, assumindo o nome de Homem-Grilo, começou a combater o crime e a proteger os fracos e indefesos em Osasco City. Mas para ele, mais do que uma grande responsabilidade, ser o Homem-Grilo é uma grande diversão, principalmente quando se tem a oportunidade de chutar a bunda de vilões megalomaníacos que querem dominar o mundo (e está cheio deles por aí!).

Carlos mora em um pequeno apartamento alugado, que divide com seu amigo Vina, e está cursando Ciência da Computação, mas não é um aluno muito aplicado e muito menos um freqüentador assíduo das aulas, principalmente quando ele tem que resolver algum problema como Homem-Grilo.

Em pouco tempo atuando como super-herói, ele já fez uma grande coleção de inimigos, e possui uma galeria de vilões mais esquisitos que os do Batman e do Homem-Aranha juntos. Mas isso não é problema, pois o Homem-Grilo não teme nada nem a ninguém. Bem! Na verdade só existe uma coisa que ele tem medo, baratas. Apesar que ele alega que não é bem medo, mas apenas nojo. Sei!

Outra peculiaridade de nosso herói é que ele é o tempo todo confundido pelas pessoas com o Chapolin Colorado. O que Carlos não consegue entender porque, já que o uniforme do Homem-Grilo é completamente diferente ao do herói mexicano. Excetuando-se, é claro, as asinhas nas costas, as anteninhas, o…